terça-feira, 7 de outubro de 2008

Curso de Construção em Taipa_Cabaços_Odemira


Curso de Construção em Taipa, em Cabaços, Odemira
Vai decorrer de 19 a 25 de Outubro 2008, um Curso Teórico e Prático de Construção em Taipa que contempla os seguintes tópicos:

1_Como se encontra a taipa
2_ Analisar a qualidade da taipa
3_ Aditivos para melhorar a taipa
4_Taipa batida, bolos de barro, tijolos de taipa
5_ Rebocar com taipa
6_Chão de taipa e taipa no telhado
7_Particularidade da taipa nas edificações
8_Dar forma artística e cor à taipa
9_Ecológico – reciclavel, reutilizável
10_ Como a taipa liga com material industrial
11_ Experimentar as vantagens de viver numa casa de taipa – saúde, clima,viver em ligação com a natureza

O Curso pretende, para além da Construção em Terra, promover o contacto com a Natureza e o espaço rural alentejano, deixando tempo para passear, praia e lazer.

O Curso contempa ainda a Estadia, Almoços e Jantares com comida vegetariana.
Preço: 210 €

Encontram mais informações no site http://taipa.planetaclix.pt
ou pelo seguinte contacto:

Emmanuel W. Gounden Cabaços, Vale Ferro
Caixa postal 71857630-373 Relíquias/Odemira
Tel: 283 635 106
Fax: 283 635 107
eMail:
gounden@clix.pt


1 comentário:

Luísa Veloso disse...

Curso de construção em taipa e terra
Aconteceu no Alentejo em Cabaços, Vale Ferro neste Outubro de 2008 o curso de construção em terra, que teve a duração de 7 dias.
Os participantes tiveram a oportunidade de aprender como se prepara a mistura de argila e palha com tantos outros materiais naturais, compatíveis com os primeiros e acessíveis a todos os bolsos. É só olhar em nosso redor!
Aprenderam a construir as fundações e experimentaram as várias técnicas de construção de uma casa: taipa batida e taipa “atirada”, ambas de fácil execução.
A taipa atirada carece da execução de um “esqueleto”, que pode ser qualquer material de desperdício (madeira, serapilheira, rede de galinheiro, juncos etc) e que se ode manter ou remover no fim da terra aplicada.
A taipa batida necessita de cofragem. Aprenderam também como se faz um chão de terra, um telhado, como se previne da forma biológica a madeira do ataque dos insectos xilófagos na madeira sem usar produtos químicos nocivos e como se queima a cal.
Bem, vou-vos poupar de pormenores técnicos e contar-vos que, para além de tudo a terra é essencialmente um acto de amor. Amor pelos 4 elementos da vida: Terra, Vento, Fogo e Água. Amor para nós mesmos, pelo Planeta! Como disse Alexandre Honrado: - O amor é como uma casa que se constrói com lentidão, como a nuvem que fortalece gota a gota para ser chuva madura.
E assim é a taipa: ela e nós fortalecemos com certeza que já todos vós pegaram num pedaço de barro e o moldaram com as mãos. Ter o poder de moldar algo à nossa medida é fantástico!
Na taipa não há erros possíveis! , disse o nosso mestre Emmanuel Gounden.
A taipa é compatível com todas materiais naturais. É massa térmica, tem ventilação, respira. A terra regula a humidade do ar e a temperatura sentida perfeitamente. Não há salinidade ou condensação. A terra é reciclável e ecológica, tem infinitas possibilidades.
A taipa e tabique é improvisação, flexibilidade, beleza, energia, arte, liberdade!
A terra é parte de nós!