segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

“Arquitectura de terra – uma tradição para o futuro”_Rádio TSF

Foi emitido no passado dia 28 de Janeiro de 2011, na rádio notícias TSF, uma das rádios de maior audiência em Portugal, o programa 'Caminhos do Património', realizado em parceria com o IGESPAR, e dedicado esta semana à Arquitectura de Terra.

Podem escutar o programa em: 

“Arquitectura de terra – uma tradição para o futuro”

A arquitetura de terra afigura-se hoje como uma herança na qual se incluem várias técnicas de construção - encontrando-se atualmente mais de 100 sítios inscritos na Lista do Património Mundial da UNESCO - bem como uma alternativa aos sistemas construtivos que se impuseram, pelo menos, nos dois últimos séculos. Em Portugal, as técnicas de construção em terra que se utilizam, a taipa, o tabique e o adobe, estão disseminadas um pouco por todo o território. 
Compreender o que é a Arquitetura de terra e qual a importância da sua salvaguarda, numa perspectiva de preservação do património existente e da promoção da utilização destas técnicas nos projetos atuais, são algumas das questões a explorar pelo jornalista Manuel Vilas–Boas que conversa com os Arq.ºs Mariana Correia, Maria Fernandes, Eduardo Carvalho e com o Eng.º Humberto Varum.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Conferência_Centro de Monitorização da ETAR de Évora_Arq.º João Correia_Sede CdT


















A Associação Centro da Terra promove, no dia 12 de Fevereiro, pelas 15h00, na sede da associação, uma conferência sobre o Centro de Monitorização da ETAR de Évora, distinguido como um dos 40 edifícios representativos da arquitectura em terra na Europa, no âmbito do prémio “Outstanding Earthen Architecture in Europe 2011”, que irá ser proferida pelo autor de projeto, o arquitecto João Alberto Correia.
Para mais informação sobre o autor, o edifício e o prémio poderá consultar
A CdT convida todos os associados, amigos e interessados a assistir à conferência.

Curso Arquitecturas de Terra_ARQCOOP_Fev 2012


CURSO ARQUITECTURAS DE TERRA
14horas     /     07, 09, 11 e 12 de Fevereiro     /    2.ª e 5.ª Feira, das 19h00 às 22h00, Sábado e Domingo, das 10h00 às14h00     /     140 €
http://www.arqcoop.com/formacao/arquitecturasterra.html

Programa | Ficha de Inscrição

DESTINATÁRIOS:
Estudantes  e  profissionais  das  áreas  de  Arquitectura,  Engenharia  Civil,  Património,  Arqueologia, Investigação  e Tecnologias  de Materiais,  e  todos  os  interessados  pela  temática  da  construção  com  terra crua que desejem adquirir  formação específica, ampliando e aprofundando os  seus  conhecimentos nesta área.
OBJECTIVOS:
Domínio dos conceitos teóricos e ferramentas práticas associadas à construção com terra crua, dotando os formandos dos conhecimentos necessários à  implementação em projecto e obra das diversas  tecnologias tradicionais e modernas de construção com terra.
PROGRAMA:
- Introdução, especificidade, diversidade e universalidade da construção com terra.
- Sustentabilidade, práticas construtivas e gestão de recursos.
- Técnicas construtivas com terra crua.
- Identificação, análise e ensaios de solos para construção.
- Construção de modelos protótipos em Taipa e Tabique.

Este  curso  foi  validado  pela Ordem  dos  Arquitectos  e  permite  a  obtenção  de  8  créditos  para  efeitos  da  formação  obrigatória  em temáticas opcionais, complementar ao estágio profissional.
Esta  acção  de  formação  foi  avaliada  pelo  InCI  e  permite  a  obtenção  de  créditos  para  a  revalidação  da  licença  do  exercício  das actividades de mediação imobiliária e angariação imobiliária.

FORMADORES:
Arq.º Pedro Alves de Abreu
Arq.ª Eva da Silva Quaresma

CARGA HORÁRIA E CALENDARIZAÇÃO:
14 horas
07, 09, 11 e 12 de Fevereiro 
3.ª e 5.ª Feira, das 19h00 às 22h00, e Sábado e Domingo, das 10h00 às 14h00

Nota: Para as sessões práticas, os formandos devem trazer calçado fechado e roupa que possam sujar.

INSCRIÇÃO:
140 €  (Isento de IVA, ao abrigo do n.º 14 do artigo 9.º do CIVA.)

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Centro de Monitorização da ETAR de Évora

ETAR de Évora distinguida com prémio europeu de Arquitectura

O Centro de Monitorização da ETAR de Évora foi distinguido como um dos 40 edifícios representativos da arquitectura em terra na Europa no âmbito do prémio “Outstanding Earthen Architecture in Europe 2011”, sendo o único projecto português galardoado nesta edição.
A distinção foi atribuída à infra-estrutura da Águas do Centro Alentejo, na categoria “Edifícios construídos depois de 1970”, por um júri internacional escolhido pelo Scientific Commitee on Earthern Architectural Heritage (ISCEAH) do International Council on Monuments and Sites (ICOMOS). O prémio surge no âmbito do projecto europeu Terra (In)cognita, financiado no quadro do Programa Cultura 2007-2013 da união Europeia.
Liderado pela Ecole d’Avignon, de França, Terra (In)cognita decorre em parceria com vários países, incluindo Portugal, e cujo principal objectivo é divulgar a arquitectura em terra, tanto na óptica da preservação e protecção do património edificado, como no incentivo ao desenvolvimento de uma arquitectura contemporânea em terra.
Da autoria do arquitecto João Alberto Correia, o Centro de Monitorização da ETAR de Évora caracteriza-se pela simplicidade das suas paredes feitas em terra crua, em harmonia com a tradição local, combinadas com uma solução de cobertura em metal, que lhe confere uma linguagem volumétrica monolítica. A combinação da terra e do metal e a utilização de linhas rectas e formas simples faz do edifício uma evocação à tradição da construção – austera, pragmática e focalizada numa boa performance térmica - num Alentejo seco e quente. A aplicação de uma camada protectora à base de silicone nas superfícies exteriores garante a sua impermeabilidade, sem comprometer a respiração dos materiais.
Os edifícios distinguidos no âmbito do Prémio “Outstanding Earthen Architecture in Europe 2011” podem ser vistos aqui.
Fonte: Águas de Portugal, SA