quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Centro de Monitorização da ETAR de Évora

ETAR de Évora distinguida com prémio europeu de Arquitectura

O Centro de Monitorização da ETAR de Évora foi distinguido como um dos 40 edifícios representativos da arquitectura em terra na Europa no âmbito do prémio “Outstanding Earthen Architecture in Europe 2011”, sendo o único projecto português galardoado nesta edição.
A distinção foi atribuída à infra-estrutura da Águas do Centro Alentejo, na categoria “Edifícios construídos depois de 1970”, por um júri internacional escolhido pelo Scientific Commitee on Earthern Architectural Heritage (ISCEAH) do International Council on Monuments and Sites (ICOMOS). O prémio surge no âmbito do projecto europeu Terra (In)cognita, financiado no quadro do Programa Cultura 2007-2013 da união Europeia.
Liderado pela Ecole d’Avignon, de França, Terra (In)cognita decorre em parceria com vários países, incluindo Portugal, e cujo principal objectivo é divulgar a arquitectura em terra, tanto na óptica da preservação e protecção do património edificado, como no incentivo ao desenvolvimento de uma arquitectura contemporânea em terra.
Da autoria do arquitecto João Alberto Correia, o Centro de Monitorização da ETAR de Évora caracteriza-se pela simplicidade das suas paredes feitas em terra crua, em harmonia com a tradição local, combinadas com uma solução de cobertura em metal, que lhe confere uma linguagem volumétrica monolítica. A combinação da terra e do metal e a utilização de linhas rectas e formas simples faz do edifício uma evocação à tradição da construção – austera, pragmática e focalizada numa boa performance térmica - num Alentejo seco e quente. A aplicação de uma camada protectora à base de silicone nas superfícies exteriores garante a sua impermeabilidade, sem comprometer a respiração dos materiais.
Os edifícios distinguidos no âmbito do Prémio “Outstanding Earthen Architecture in Europe 2011” podem ser vistos aqui.
Fonte: Águas de Portugal, SA

Sem comentários: