terça-feira, 28 de outubro de 2008

Argila + Areia + Silte = TERRA


Diagrama tri-axial de classificação da terra [Faria, 2005].

"O factor que maior influência tem na resistência da edificação com terra crua é o desempenho mecânico do solo utilizado. A composição da terra para construção em taipa varia de uma região para outra. Em certos casos, pode ser necessário misturar terras de vários locais ou profundidades para obter uma composição mais satisfatória para a construção. Os constituintes mais importantes da terra são a argila, a areia e o silte.

A argila é o constituinte do solo que mais influencia o seu desempenho mecânico, pois é ela que garante coesão e alguma resistência à acção da água.
No entanto, um solo com demasiada argila pode criar fendas durante a secagem, devido a efeitos de retracção. Assim, a argila pode ser o “ingrediente mágico” ou problemático da construção em terra.
É na conjugação da argila e dos restantes constituintes que se consegue obter um bom solo para a construção (ver diagrama).

Com os conhecimentos existentes de Mecânica de Solos podem realizar-se ensaios que levem à escolha dos solos com características adequadas a este tipo de construção.
Os principais ensaios são: a Análise Granulométrica, o Limite de Consistência (ou Atterberg), a Actividade da Argila, a Retracção Relativa e o Ensaio de Compactação.
O CRATerre (Centre International de la Construction en Terre) tem estudos que neste âmbito podem servir como balizas para a escolha ”óptima” dos solos [Marques, 2002].
Há também diversos testes empíricos que podem ser realizados para verificar a qualidade do solo.”

Excerto da Dissertação de Mestrado - Análise Sísmica de uma Construção em Taipa, Parreira, Daniel José dos Santos, Lisboa, Setembro 2007

Sem comentários: