sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Arq_Terra_Casa entre Muros_Equador

Divulgamos aqui mais uma pequena pérola recente (daquelas que ainda não vêm nas revistas mas que nos deixam felizes!) de construção com terra, desta vez mostramos a Casa Entre Muros, moradia construída em Tumbaco, Quito, no Equador, projectada por al bordE Arquitectos (David Barragán e Pascual Gangotena).


Segundo os donos, esta casa surgiu do desejo de se estabelecerem num espaço que o sentissem como seu, vivendo em harmonia com a Natureza; pela necessidade de autonomia dos três membros da família e construiu-se com a ideia inicial de que” existe sempre uma outra forma de fazer as coisas e diferentes formas de habitar”.
Deste modo, longe da poluição da cidade, esta moradia encontra-se encaixada numa das encostas do temível vulcão Ilaló, integrada numa paisagem de elevada pendente e espantosa beleza, virando-se o terreno de modo quase escandaloso!! para a vista do vale e limitado por dois pequenos ribeiros que se cruzam lá em baixo.
Assim, um corte em desaterro na geografia da paisagem permitiu criar uma plataforma onde implantar o projecto e também conseguir suficiente matéria-prima para construir as enormes e maciças paredes de terra.
Este corte no terreno determinou também a posição de cada parede de taipa, criando uma sucessão de paredes com diferentes alturas de cobertura. Um longo corredor é aqui utilizado como separação da envolvente para criar uma série de áreas distintas, reforçando por outro lado, a autonomia de cada espaço. E promovendo a abertura para a vista atractiva do vale
Outro dos aspectos interessantes neste projecto é a procura de uma relação harmoniosa entre objecto e lugar, determinante no desenho construtivo e no funcionamento da casa, por exemplo através do aproveitamento e tratamento das águas pluviais e o sistema de aquecimento solar, quer presente também pela via da tradição cosmológica.
Para isso procedeu-se a uma peculiar cerimónia de pedido de permissão ao vulcão e limpeza de energias negativas, com oferendas e bons augúrios a serem enterrados no centro energético da casa, na zona que divide o social e o privado, ponto de contacto entre os utilizadores e o vulcão.
Por outro lado percebemos uma forte preocupação com a materialidade em que a terra faz todo o sentido e tem papel de destaque.
A terra como material de construção é aqui, e muito bem, entendida como gerador de baixo impacto na envolvente, de baixo custo económico, a matéria prima é retirada do desaterro, não produz lixo de obra, armazena calor e regula o ambiente interior, ao possuir a capacidade de absorver a humidade mais depressa e melhor que outros materiais.
Este exemplo de Arquitectura de terra, seleccionado para os WA Awards Third Cycle Março 2009, procura assim colocar em evidência a natureza material dos elementos que a compõem potenciando as suas qualidades estéticas, formais, funcionais e de estrutura.
Ficha técnica
Arquitectos:
al bordE, David Barragán y Pascual Gangotena
Localização: Tumbaco – Quito – Equador
Dono de Obra: Sra. Carla Flor
Apoio Técnico: Arq. Bolívar Romero
Construtor: Sr. Miguel Ramos
Colaboração: Estefanía Jácome
Área do terreno: 5000 m2
Área de construção: 180 m2
Projecto: 2007
Construção: 2007 - 2008
Links para o site al bordE Arquitectos aqui e para a fonte da notícia aqui.

O que acham da obra, gostaram? Querem experimentar?
Falem connosco!
Querem divulgar projectos e ideias com terra?
Contactem o Arquitecturasdeterra!

Sem comentários: