terça-feira, 25 de novembro de 2008

Earthbuilding_Nova Zelândia






http://www.earthbuilding.org.nz/

1 comentário:

Rafael Carvalho disse...

Também eu gosto do cheiro a terra, uma das mais nobres matérias-primas!
A arquitectura de terra foi durante muito tempo usada no Douro, minha região, recorrendo-se indistintamente ao tabique para a construção de paredes interiores/exteriores.
Se no Sul existe gente com vontade de fazer renascer a taipa, no Douro, desgraçadamente, não conheço um único caso de aplicação contemporânea do tabique.
Cumprimentos e parabéns pelo blogue.