terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Arq_Terra_Vigilius Mountain Resort_Merano_Itália


San Vigilio, near Merano, stand along the Valle dell’Adige 1500 metres above sea level. Nowadays Vigilius Mountain Resort, an extension to the old Vigiljoch Hotel, can still only be reached by cable car or on foot, just one special feature of the special way it interacts with surrounding nature.
This long construction, which runs from north to south with two floors above ground and a basement, gently follows the contours of the mountainside.
Reinterpreting traditional local wooden constructions, it is made of stone, wood, rammed earth and glass.
Only the basement areas are made of reinforced concrete.
In each room, all facing east or west, rammed earth walls separate the sleeping quarters from the bathroom.
But that is not all: they absorb and then give off heat in winter and coolness in summer.
The accessible landscaped roof helps prevent overheating while the large glass windows exploit solar energy, adjustable shutters on the façade control the mount of shade.
Class A architecture, won the WWF’s Golden Panda Award in 2006 and
the Legaambiente/Lombardy Region Award in 2006.


Client: Private Owner
Location: Lana - Merano
Country: Italy
Intervention Type: Architecture, interior design, styling, corporate identity
Project Manager Architecture: Bruno Franchid, Matteo Thun
Interior design: Michael Catoir
Team Architects: Christine Arnhard, Gioia Gaio, Renato Precoma, Christina Von Berg
Interior designers: Ulrich Pfannschmidt
Light designer: Simone Fumagalli
Stylist: Gunhild Breloh
Graphic designer: Dorothee Maier
Start Date: 2001
End Date: 2003
Total Building Area:11.500 m2
Building Use: 5-star Hotel and spa resort
Room Type: 35 rooms, 6 suites
Public Areas: Lounge, conference rooms, show room and self service for 300 people
San Vigilio, perto de Merano, localiza-se ao longo do Valle dell'Adige, 1500 metros acima do nível do mar.
Em 1913, foi construído um dos primeiros teleféricos do mundo para chegar a San Vigilio.
Actualmente o Vigilius Mountain Resort, uma extensão do antigo Vigiljoch Hotel, pode apenas ser alcançado por teleférico ou a pé, apenas uma característica especial da forma como ele interage com a natureza circundante. Esta longa construção, que segue de norte a sul com dois pisos acima do solo e uma cave, segue suavemente os contornos da encosta. Em torno uma rede de percursos reforça a ligação entre o edifício e a topografia da envolvente. Reinterpretando as tradicionais construções locais em madeira, o edifício é construído em pedra, madeira, terra e vidro. Apenas as áreas em cave são feitas em betão armado reforçado.

Partindo do foyer de entrada e passando pelo salão, biblioteca e dois restaurantes (um deles com o uso de madeira retirada de um antigo chalé de montanha), o Resort estende-se ao longo de dois níveis numa sequência de quartos (41 no total, incluindo 6 suites) alternando de modo dinâmico com os espaços exteriores.
No extremo sul do empreendimento encontra-se um SPA ao longo de três níveis e uma piscina, passando por um jardim interior plantado com árvores lariços que formam um autêntico fragmento da região florestal integrada no Arquitectura.
Em cada quarto, todos virados para Leste ou Oeste, robustas paredes em taipa/rammed earth terra battuta separam a zona de dormir da casa de banho. Elas têm por objectivo absorver e libertar calor no Inverno, mantendo-se frescas no período de Verão.

O desenho do telhado acessível ajuda a evitar o sobreaquecimento, enquanto as grandes janelas de vidro exploram da melhor forma a energia solar e as persianas ajustáveis sobre a fachada controlam o emsombramento. Tudo é devidamente detalhado, o controlo da ventilação com recolha de calor e a utilização de painéis radiantes nos interiores, bem como o aquecimento por biomassa que permite para ajudar os agricultores locais e salvaguardar as florestas envolventes, com a utilização de madeira de baixa qualidade como fonte de energia na forma de pellets.
Vigilius Mountain Resort é assim uma suave e elegante estância turística abrangendo um total de 1400 metros quadrados, um luxuoso edifício em harmonia com a paisagem, que propícia uma mistura de bem-estar e sofisticação para os utilizadores, e uma proposta sustentável para o ambiente.


Classe A de Arquitetura, o Vigilius Mountain Resort ganhou entre outros o WWF's Golden Panda Award e o Legaambiente / Região Lombardia Prêmio, ambos em 2006.

Sem comentários: