Páginas

quinta-feira, 11 de novembro de 2021

Sessão de Esclarecimento_ADENE_CdT

A associação CdT, com o apoio da ADENE, organizou no passado dia 10 Novembro 2021, uma relevante sessão de esclarecimento sobre a nova Legislação para a Certificação Energética dos Edifícios.
Com a entrada em vigor do novo Decreto-Lei nº 101-D/2020, de 7 de dezembro, que estabelece os “requisitos aplicáveis a edifícios para a melhoria do seu desempenho energético e regula o Sistema de Certificação Energética de Edifícios, transpondo a Diretiva (UE) 2018/844 e parcialmente a Diretiva (UE) 2019/944”, verificam-se alterações nas exigências e procedimentos, mas pela primeira vez a construção em terra é tomada em consideração como caso de excepção.
Foi abordada também a Portaria n.º 138-I/2021 que regulamenta os requisitos mínimos de desempenho energético relativos à envolvente dos edifícios e aos sistemas técnicos e a respetiva aplicação em função do tipo de utilização e específicas características técnicas
Com esta sessão pretendeu-se criar um momento de esclarecimento relativamente ao que existe de novo e sobretudo como a construção com materiais naturais, heterogéneos e não estandardizados como a terra crua está a ser contemplada.
A sessão online (via Zoom), contou com a presença dos oradores da ADENE e a Prof. Paulina Faria (UNL), com uma duração estimada de 60 min de apresentação e 30 min de perguntas e respostas.
A sessão foi gravada e encontra-se já publicada aqui no Canal Youtube da CdT.
Esta foi uma apresentação orientadora e muito importante para quem projecta e constrói com terra!

segunda-feira, 8 de novembro de 2021

Notícia_Ministro do Ambiente incentiva à construção em terra

Ministro do Ambiente incentiva à construção em terra, prometendo financiar estes projetos
Autor: Redação LUSA/DI
Link: notícia original aqui
Data: 05 junho 2018


Notícia
'João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente, desafiou o sector da construção a optar por "técnicas ancestrais" mais eficientes, como a arquitetura e construção em terra, para poupar os recursos naturais.
Esta afirmação foi proferida aos jornalistas no final de uma aula aberta na Universidade de Évora (UÉ), denominada "Habitar a Terra" e integrada nas comemorações do Dia Mundial do Ambiente, que decorreu no Pólo dos Leões, onde se leciona o curso de Arquitectura.
O ministro defendeu o desenvolvimento de "uma economia regenerativa de recursos que faça com que os bens tenham o seu valor económico durante mais tempo" em vez da actual, a linear, em que "se extrai, transforma, usa e deita fora".
"Dentro dos diversos sectores da economia, há um deles, o da construção, que é o que tem a mais baixa eficiência material. É o sector onde são precisos mais quilos de matéria para poder produzir um euro de valor", referiu.
Matos Fernandes esteve acompanhado pela secretária de Estado da Habitação, Ana Pinho, e pela reitora da UÉ, Ana Costa Freitas, o ministro ouviu estudantes e arquitectos sobre as características da construção em terra e conheceu projectos desenvolvidos por uma empresa nesta área.
"É importante valorizar actividades como esta de Arquitectura e Construção em terra, porque estamos a falar de uma utilização de recursos que são 100% naturais, que não causam qualquer resíduo nocivo quando deixam de ser utilizados e que apresentam excelentes condições térmicas", disse.
"Este tipo de arquitectura e construção não tem nada a ver com ter mais dinheiro ou com ter menos dinheiro", assinalou, considerando que tem de ser assumido por todos um compromisso nacional "para se utilizar o menor número de recursos fosseís possível".
O governante frisou que este tipo de projectos são "muito bem-vindos" e garantiu que o Estado pode ajudar "a financiar novas técnicas de construção e de as tornar ainda mais eficientes a partir desta forma ancestral de fazer construção".
Esta aula aberta na UÉ foi a primeira de um conjunto de iniciativas que vão decorrer esta semana para assinalar o Dia Mundial do Ambiente, na terça-feira, com a presença do ministro em eventos, em cada dia, e em vários pontos do país.'

LUSA / Diário Imobiliário
05 junho 2018


Casa nos Troviscais, Odemira, Portugal, Arq. Alexandre Bastos (Créditos: Joana Marques, 2014)
Taipa em execução, Aljezur, Portugal (Créditos: Joana Marques, 2014)  

sexta-feira, 5 de novembro de 2021

Revista Construção Magazine nº105 set/out 2021

 

Revista Construção Magazine nº105 set/out 2021, dedicada ao tema 'Construção em terra'
http://www.construcaomagazine.pt/.../revista-n105.../
http://www.construcaomagazine.pt/noticias/editorial-cm105/


(c) Foto: Miguel Ferreira Mendes, 2020

ÍNDICE 2
EDITORIAL 4 - 29
DOSSIER: CONSTRUÇÃO EM TERRA 4 - 7
CONVERSAS
Miguel Rocha 8 - 10
“Um material não vale pelo que é, mas pelo que pode representar para a sociedade” - Miguel Ferreira Mendes 12 - 15
Construção em terra: sustentabilidade, conforto e saúde. Que enquadramento legal? - Ana Antunes, Ana Velosa e Rui Morbey 16 - 18
A conservação do património arquitetónico em terra - Maria Fernandes 20 - 22
A seleção e controlo de qualidade dos materiais na construção em taipa - Rui A. Silva, Daniel V. Oliveira, Tiago Miranda e Benjamim Pereira 23 - 25
Prescrever revestimentos em reboco para paredes em taipa: critérios e desafios - Luís Pedro Mateus 28 - 30
Reabilitação de casas de brasileiro e casas urbanas de adobes - Alice Tavares e Aníbal Costa 31 - 35
Reabilitação de uma construção em taipa integrada no conjunto industrial da Moagem de Sabóia - Bruno Quelhas, Luís Ferreira, José Adrião e Carla Gonçalves 36 - 37
ARQUITETURA
Linguagem como materialidade – José Mendes Ribeiro, Rossella Conversano e Catarina Fortuna 38 - 39
ESTRUTURAS METÁLICAS
Parafusos de alta resistência. Pré-esforçar ou não? – Tiago Abecassis 40 - 41
SÍSMICA
O projeto sísmico de edifícios sem enquadramento regulamentar - José Miguel Castro 42 - 43
ESTRUTURAS DE MADEIRA
Reabilitação de tetos decorativos em madeira com valor patrimonial - José Amorim Faria 44 - 46
ATUALIDADE
Consultório técnico - Acústica 47 - 48
MERCADO

http://www.construcaomagazine.pt/noticias/revista-n105-setembro-outubro-2021/